Petrobras. Relacionamento com Investidores

Petrobras

Relações com Investidores

Comunicado ao mercado

Petróleo Brasileiro S.A. (“Petrobras”), Ultrapar Participações S.A. (“Ultrapar”) e Braskem S.A. (“Braskem”, e em conjunto com Petrobras e Ultrapar “Adquirentes”), em cumprimento ao OFÍCIO/CVM/SEP/GEA 2/ nº 131/07 datado de 18 de abril de 2007 (“Ofício”), vêm, pelo presente, comunicar ao mercado as condições gerais do contrato de comissão constantes do Acordo de Investimentos celebrado entre os Adquirentes em 19 de março de 2007, que regula o relacionamento entre os mesmos no processo de aquisição do Grupo Ipiranga, em complementação aos Fatos Relevantes de 19 de março e 18 de abril de 2007:

(i) Comissão.  A Ultrapar atua como comissária da Petrobras e Braskem, nos termos dos artigos 693 e seguintes do Código Civil. O objeto da comissão é (A) a aquisição pela Ultrapar por conta da Petrobras, dos negócios de distribuição de combustíveis e lubrificantes localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (“Ativos de Distribuição Norte”), bem como a aquisição por conta da Braskem e da Petrobras, dos ativos petroquímicos, representados pela Ipiranga Química S.A. (“ICQ”), Ipiranga Petroquímica S.A. (“IPQ”) e pela participação desta na Copesul – Companhia Petroquímica do Sul (“Ativos Petroquímicos”); e (B) a transferência à Braskem e à Petrobras dos Ativos Petroquímicos e  à Petrobras dos Ativos de Distribuição Norte.

(ii) Preço dos Ativos Petroquímicos.  O preço dos Ativos Petroquímicos é de R$2,5 bilhões, e deverá ser entregue por Braskem e Petrobras à Ultrapar em 3 (três) parcelas, da seguinte forma (a) a primeira parcela no valor de R$652 milhões devida pela Braskem e R$429 milhões pela Petrobras, (b) a segunda parcela no valor de R$256 milhões, devida pela Braskem e R$169 milhões pela Petrobras, e (c) a terceira parcela no valor de R$596 milhões, a ser pagos pela Braskem e R$394 milhões pela Petrobras.                                                                                                                        

(iii) Preço dos Ativos de Distribuição Norte. O preço dos Ativos de Distribuição Norte é de R$1,1 bilhão, e deverá ser entregue pela Petrobras à Ultrapar em 3 (três) parcelas, da seguinte forma (a) a primeira parcela no valor de R$ 313 milhões, (b) a segunda parcela no valor de R$95 milhões e (c) a terceira parcela no valor de R$ 706 milhões.

(iv) Data da Transferência dos Ativos. Os Ativos de Distribuição Norte e os Ativos Petroquímicos serão entregues após o recebimento pela Ultrapar das três parcelas indicadas no item (iii) acima, que deverão ocorrer após o disposto nos itens (viii) ou (ix) abaixo.

(v) Datas de Entrega dos Recursos.  A Braskem e a Petrobras deverão entregar à Ultrapar cada parcela do preço dos Ativos de Distribuição Norte e os Ativos Petroquímicos nas seguintes datas: (a) a primeira parcela já foi paga em 18 de abril de 2007, (b) a segunda parcela na data da liquidação financeira pela Ultrapar das Ofertas Públicas obrigatórias (“OPAs”) decorrentes da alienação de controle de Refinaria de Petróleo Ipiranga S.A. (“RPI”), Distribuidora de Produtos de Petróleo Ipiranga S.A. (“DPPI”) e Companhia Brasileira de Produtos de Petróleo Ipiranga (“CBPI”), e (c) a terceira parcela na data da efetiva transferência dos Ativos de Distribuição Norte à Petrobras e os Ativos Petroquímicos à Braskem/Petrobras, conforme o caso.

(vi) Garantias. A Ultrapar alienou fiduciariamente (A) em favor da Braskem e da Petrobras, na proporção de 60% e 40%, respectivamente, a totalidade das ações ordinárias e 50% (cinqüenta por cento) das ações preferenciais de emissão de RPI adquiridas dos antigos controladores. As ações da RPI adquiridas nas OPAs também serão alienadas fiduciariamente, em favor de Braskem e Petrobras na mesma proporção. Após as incorporações de ações da RPI, a Ultrapar deverá fazer com que a alienação fiduciária das ações de RPI seja substituída pela alienação fiduciária da totalidade das ações de emissão de ICQ, e (B) em favor da Petrobras, 31% das ações ordinárias de emissão de DPPI e 78% das ações preferenciais de emissão de DPPI adquiridas dos antigos controladores, bem como, 100% das ações ordinárias de CBPI adquiridas dos antigos controladores. Após as OPAs, a Ultrapar alienará fiduciariamente, em substituição a 1.482.751 ações ordinárias de emissão de DPPI, 3.013.903 ações ordinárias de emissão de CBPI então adquiridas, presumindo que todas as ações ordinárias de emissão de CBPI em circulação serão adquiridas na OPA respectiva.

(vii) Comissão. A Braskem e a Petrobras deverão pagar à Ultrapar, a título de comissão, na data da transferência dos Ativos de Distribuição Norte e os Ativos Petroquímicos, a quantia de R$ 5.000.000,00.

(viii) Transferência dos Ativos. Após a conclusão da segregação dos ativos, operação composta pela incorporação de ações da RPI, DPPI e CBPI e pela redução de capital de CBPI e RPI e da cisão parcial de CBPI, a Ultrapar deverá transferir (A) os Ativos Petroquímicos à Braskem, mediante a transferência de ações ordinárias representativas de 60% do capital social de ICQ, e à Petrobras mediante a transferência de ações ordinárias representativas de 40% do capital social de ICQ e, (B) os Ativos de Distribuição Norte, mediante a transferência à Petrobras da totalidade das ações da empresa que foi cindida de CBPI e concentra a totalidade dos Ativos de Distribuição Norte.

(ix) Atrasos ou Impedimentos Justificados Para a Transferência dos Ativos. A comissão é irrevogável e irretratável, portanto, caso a transferência ou entrega dos Ativos de Distribuição Norte e/ou os Ativos Petroquímicos (A) seja, de qualquer forma, restringida ou suspensa, em razão de lei, ordem judicial ou administrativa, que persistam por um prazo superior a 120 (cento e vinte) dias, ou (B) não tenha ocorrido até 18 de abril de 2008, será implementada uma reorganização alternativa, compreendendo, entre outros, a cisão de CBPI, DPPI e RPI, de forma segregar os Ativos de Distribuição Norte e os Ativos Petroquímicos nas sociedades cindidas, sendo que as ações destas sociedades cindidas serão entregues à Petrobras e a Braskem, conforme aplicável.

Em 18 de abril de 2007 também foram celebrados entre os Adquirentes acordos de acionistas de RPI, DPPI, CBPI, IPQ e ICQ, que foram devidamente arquivados junto às respectivas sociedades, juntamente com o memorando de entendimentos celebrado entre Braskem e Petrobras com relação aos Ativos Petroquímicos, que passou a produzir efeitos a partir de ontem em função do fechamento do contrato de compra e venda de ações celebrado com os antigos controladores do Grupo Ipiranga.

 
São Paulo, 19 de abril de 2007.
 
Almir Guilherme Barbassa
Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Petróleo Brasileiro S.A. - 
Petrobras
André Covre
Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Ultrapar Participações S.A.
Carlos Fadigas
Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Braskem S.A.
Última atualização em 

Close