Petrobras. Relacionamento com Investidores

Petrobras

Relações com Investidores

Produção de petróleo pela Petrobras superou dois milhões de barris por dia

Rio de Janeiro, 26 de dezembro de 2007 – PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS, [Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA, BCBA: APBR/APBRA], uma companhia brasileira de energia com atuação internacional, comunica que registrou ontem, dia 25 de dezembro, mais um recorde diário de produção de óleo no Brasil. Foram produzidos 2 milhões e 238 barris, marca que poucas empresas no mundo já alcançaram. O recorde foi resultado do aumento progressivo da produção nos últimos anos.

Somente em 2007, a Companhia inaugurou seis novas plataformas de produção, que acrescentaram 590 mil barris de óleo à capacidade instalada (capacidade máxima de extração para a qual as unidades foram projetadas) nos campos nacionais. O recorde anterior foi alcançado no dia 23 de outubro de 2006, com 1 milhão 912 mil barris.

A plataforma P-54, que começou a operar no dia 11 deste mês no campo de Roncador, na Bacia de Campos (RJ), foi a última das cinco unidades a entrar em operação este ano. Quando atingir o pico de produção, previsto para acontecer no segundo semestre de 2008, ela acrescentará 180 mil barris por dia (bpd) à produção nacional.

Em novembro deste ano a Companhia já havia colocado em operação duas outras grandes unidades de produção: a P-52, também no campo de Roncador e com a mesma capacidade total de produção da P-54; e o FPSO Cidade de Vitória, instalado em novembro no campo de Golfinho, na Bacia do Espírito Santo, com capacidade para produzir 100 mil bpd.

Além dessas três unidades, em janeiro entraram em operação o FPSO Cidade do Rio de Janeiro, com capacidade para produzir 100 mil bpd no campo de Espadarte, na Bacia de Campos, e a plataforma de Manati, no campo de mesmo nome, na Bahia, com capacidade para produzir até 6 milhões de m3 de gás por dia. E em outubro, a plataforma de Piranema, com capacidade para 30 mil bpd de óleo leve, no litoral de Sergipe.

Revitalização da produção terrestre

Embora mais de 80% do óleo produzido pela Petrobras no Brasil venham dos campos marítimos, a produção terrestre também desempenha papel importante. A média dos campos terrestres tem oscilado em torno de 230 mil barris de óleo por dia. Esse volume vem sendo mantido ao longo dos últimos anos, graças a novas tecnologias que a Companhia vem desenvolvendo para aumentar a vida útil de campos já maduros. Além disso, a Companhia prevê um crescimento considerável na produção terrestre, nos próximos anos.

Quatro novas plataformas

O ritmo de entrada de novos sistemas de produção no portfólio da Companhia deverá continuar acelerado. Em 2008 deverão começar a operar três novas plataformas de petróleo e uma de gás: a P-51, no campo de Marlim Sul, com capacidade para produzir 180 mil bpd; a P-53, em Marlim Leste, projetada, também, para produzir 180 mil bpd e o FPSO Cidade de Niterói, no campo de Marlim Leste (Bacia de Campos), com 100 mil bpd. E o FPSO Cidade de São Mateus, que produzirá gás no campo de Camarupim (bacia do Espírito Santo), projetada para produzir 10 milhões de m3 por dia. É importante destacar, também, que a P-51 é a primeira plataforma inteiramente construída no Brasil. 

Última atualização em 

Close