Petrobras. Relacionamento com Investidores

Petrobras

Relações com Investidores

Petrobras dará início à construção do terceiro trecho do Gasene

Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2007 – PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS, [Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA, BCBA: APBR/APBRA], uma companhia brasileira de energia com atuação internacional, comunica que dará início, no primeiro trimestre de 2008, à construção do terceiro trecho do Gasene, o gasoduto Cacimbas (ES)-Catu (BA), com 946km de extensão e previsão de conclusão em dezembro de 2009. Para executar as obras foram obtidas a Licença de Instalação concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no último dia 18, e a Autorização de Construção (AC) dada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), no dia 20.

Nesta quinta-feira (27) foram assinados com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES os contratos de financiamento para a construção deste terceiro trecho do gasoduto, no valor equivalente a R$ 4,51 bilhões. Parte desses recursos será proveniente do repasse de um financiamento obtido pelo BNDES do China Development Bank (CDB), instituição financeira chinesa, no valor de US$ 750 milhões.

Para a execução da obra, a Petrobras contratou a empresa estatal chinesa Sinopec Group, que é a sexta maior companhia petrolífera do mundo. A Sinopec já é responsável pelas obras do segundo trecho do Gasene, entre Cabiúnas-Vitória (300km), e que serão concluídas em janeiro de 2008.

Já o primeiro trecho do Gasene, o Cacimbas-Vitória (129km), teve a Licença de Operação expedida em 11 de outubro e opera comercialmente desde novembro deste ano.

O Gasene é um marco na infra-estrutura de gasodutos no país. A obra vai garantir a integração da malha de gasodutos das regiões Sudeste e Nordeste e é um meio fundamental para permitir a colocação no mercado brasileiro da produção de gás natural da Bacia do Espírito Santo.

O trecho Cacimbas-Catu irá permitir o transporte de até 20 MMm³/dia para o Nordeste. Este volume de gás natural, que será produzido na Bacia do Espírito Santo, representa quase o dobro do que a região consome atualmente.

Além de garantir maior flexibilidade para o atendimento ao mercado não-térmico, este terceiro trecho do Gasene vai assegurar um aumento significativo na oferta de gás natural para geração de energia elétrica no Nordeste.

O volume de gás natural que poderá ser transportado a partir deste trecho, adicionado ao GNL (gás natural liquefeito) recebido no terminal de regaseificação de Pecem (CE) – com capacidade de até 7 MMm³/dia –, irá permitir a geração de 1.597 MW a gás natural no Nordeste, a partir de 2010. Atualmente, a produção de energia elétrica a gás natural na região é de 221MW.

No Sudeste, a conclusão dos dois primeiros trechos do Gasene (Cacimbas-Vitória e Cabiúnas-Vitória) permitirá, a partir de 2008, o acréscimo de 6,0 MMm³/dia na oferta de gás natural para a região, a partir da produção na Bacia do Espírito Santo. Em 2010, esta bacia deverá produzir 18,7 MMm³/dia.

A conclusão do Gasene vai contribuir para a integração energética do país, ao permitir o envio de gás natural produzido nas bacias do Sudeste para os estados do Nordeste, além de dar mais flexibilidade para o atendimento do mercado doméstico.
 

Última atualização em 

Close