Petrobras. Relacionamento com Investidores

Petrobras

Relações com Investidores

Glossário

A

ADR (AMERICAN DEPOSITARY RECEIPTS)
Certificados negociáveis nos Estados Unidos e que representam uma ou mais ações de uma companhia estrangeira. Um banco depositário norte-americano emite os ADRs contra o depósito das ações subjacentes, mantidas por um custodiante no país de origem das ações. No caso das ações da Petrobras, em 2007 cada ADR passou a representar 2 ações subjacentes. 

ÂNCORA TORPEDO
É um tipo de âncora de formato de uma estaca de aço que é utilizada para ancoragem de linhas, risers e navios. Ela é lançada de um barco de apoio, e por peso próprio chega ao fundo do mar, sendo que já foi testada e aprovada para solos argilosos e espera-se poder utiliza-la para solos arenosos não compactados. Este projeto gerou patente para a Petrobras e seu custo é bem menor do que o das âncoras convencionais. 

ANEXO IV
Parte integrante da Resolução n°. 1.832 do Conselho Monetário Nacional, que regulamenta os investimentos estrangeiros no mercado de capitais do Brasil. 

ANP (AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS)
Órgão regulador do setor de petróleo e gás natural no Brasil. API - Instituto Americano de Paetróleo. 

AVALIAÇÃO 360º
 Metodologia de avaliação de competências que abrange a auto-avaliação, a avaliação do gerente imediato, de clientes internos, gerente de mesmo nível hierárquico e equipe de trabalho.

AVALIAÇÃO 90º
Metodologia de avaliação de competências que contempla a auto-avaliação, a avaliação do gerente imediato e de clientes internos. 

B

BACK TESTING
Técnica que consiste basicamente na utilização de dados históricos em um modelo para avaliar a precisão de suas resposta no passado. 

BBL
Barril, equivalente a 0,159 m3. 

BIODIESEL
Combustível alternativo ao diesel, renovável e biodegradável, obtido a partir da reação química de óleos, de origem animal ou vegetal com álcool, na presença de um catalisador (reação conhecida como transesterificação). Pode ser obtido também pelos processos de craqueamento e esterificação.

BLOCO
Pequena parte de uma bacia sedimentar onde são desenvolvidas atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural. 

BOE
Barris de óleo equivalente. Normalmente usado para expressar volumes de petróleo e gás natural na mesma unidade de medida (barris) pela conversão do gás à taxa de 1.000 m3 de gás para 1 m3 de petróleo. 1 m3 de petróleo = 6,289941 barris de petróleo. 

BOEPD
Barris de óleo equivalente por dia. 

BONDS
Bônus são obrigações de renda fixa que são emitidas por empresas, bancos ou governos. Um bônus é um certificado de dívida no qual o emissor se compromete a pagar um montante específico de juros em intervalos pré-determinados, durante um período de tempo, além de pagar também o montante da emissão, ou seja, o principal da dívida, na data de vencimento.

BÔNUS DE ASSINATURA
Valor correspondente ao montante ofertado pelo licitante vencedor na proposta para obtenção da concessão de petróleo ou gás natural, não podendo ser inferior ao valor mínimo fixado pela ANP no edital de licitação, devendo ser pago no ato da assinatura do contrato de concessão.

BPD
Barris por dia.

BR GAAP
Sigla que em inglês significa Generally Accepted Accounting Principles in Brazil, representa os princípios contábeis geralmente aceitos no Brasil.

BRENT
Mistura de petróleos produzidos no Mar do Norte, oriundos dos sistemas petrolíferos Brent e Ninian, com grau API de 39,4º e teor de enxofre de 0,34%. 

BS 8800
Norma que especifica os requisitos de sistemas de gestão da saúde e segurança ocupacionais, visando, inclusive, à certificação desses sistemas.

BSC (BALANCED SCORECARD)
Descrito por Kaplan e Norton, é mais do que um sistema de medidas táticas ou operacionais. Uma estratégia e uma visão explícitas formam a base das quatro perspectivas (financeira, de clientes, de processos, e de aprendizado e conhecimento). Para cada uma delas são formulados objetivos estratégicos, medidas, metas específicas e planos de ação.

BUNKER
Combustível para abastecer navios.

BUSINESS TO BUSINESS
Empresas que vendem produtos ou prestam serviços para outras.

C

CAMPO
 Área productora de petróleo o gas natural a partir de un reservorio continuo o de más de un reservorio, a profundidades variables, abarcando instalaciones y equipamientos destinados a la producción. 

CAPACIDADE INSTALADA
Capacidade de processamento da unidade, autorizada pela ANP.

CARGA (TOTAL) PROCESSADA
Total de petróleo cru, somado às correntes de reprocessamento e derivados intermediários, processado nas plantas de destilação.

CARGA FRESCA PROCESSADA
Total de petróleo cru processado nas plantas de destilação.

CARGA PROCESSADA
Volume total processado numa refinaria.

CATALISADOR
Substância que se acelera ou retarda uma reação química, mas que não sofre no processo nenhuma alteração química permanente.

CATENÁRIA
Curva plana assumida por um fio suspenso sob a ação única de seu próprio peso.

CERTIFICADO DE DEPÓSITO INTERFINANCEIRO (CDI)
Título que lastreia as operações de empréstimo entre instituições financeiras. 

CERTIFICADO DE RECEBÍVEL IMOBILIÁRIO (CRI)
Valor mobiliário lastreado em créditos imobiliários, de emissão exclusiva das companhias securitizadoras, criado para a captação de recursos dos investidores institucionais, em prazos compatíveis com as características do financiamento imobiliário.

CESSÃO ONEROSA
Em 3 de setembro de 2010, celebramos um acordo com o Governo Federal Brasileiro, sob o qual nos foi atribuído o direito de realizar atividades de pesquisa e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluídos em áreas especificas do pré-sal, sujeitas a uma produção máxima de cinco bnboe. O Contrato de Cessão Onerosa foi celebrado em conformidade com as disposições específicas da Lei nº 12.276. A minuta do Contrato de Cessão Onerosa foi aprovada por nosso Conselho de Administração em 1 de setembro de 2010 e pelo CNPE em 1 de setembro de 2010, após uma negociação entre nós e o Governo Federal Brasileiro, com base em relatórios de peritos independentes, obtidos por nós e pela ANP, de acordo com um procedimento de avaliação, conforme exigido pela Lei nº 12.276

CESTA DE REFERÊNCIA DA OPEP
Saharan Blend (Argélia), Minas (Indonésia), Bonny Light (Nigéria), Arab Light (Arábia Saudita), Dukhan (Catar), BCF-17(Venezuela), Iranian heavy, Kuwait Crude, Es Sider (Líbia), Murban (Emirados Árabes Unidos) e Basrah (Iraque).

CICLO ABERTO OU SIMPLES
Ocorre quando existem apenas as turbinas a gás operando; os gases de escape da turbina são descartados ainda quentes, sem reaproveitamento. Será empregado nas primeiras fases de funcionamento das usinas termelétricas. 

CICLO COMBINADO
São turbinas a gás e a vapor operando a partir de um mesmo combustível, o gás natural. A turbina a gás gera energia e os gases de escape da turbina (quentes) são usados para gerar vapor em uma caldeira recuperadora. Este vapor aciona a turbina a vapor produzindo mais eletricidade. Será aplicado na maioria das usinas termelétricas quando concluídas todas as fases de construção.

COGERAÇÃO
Geração simultânea de eletricidade e energia térmica (calor/vapor de processo), por meio do uso seqüencial e eficiente de quantidades de energia de uma mesma fonte. Aumenta a eficiência térmica do sistema termodinâmico como um todo.

COGERAÇÃO COM CICLO COMBINADO
É uma mescla dos dois tipos de geração de energia. É utilizado quando a demanda de vapor e água quente é menor que a capacidade de produção de energia térmica do ciclo simples. Neste caso, além da produção de vapor e água quente, a usina produz também energia elétrica a partir do vapor.

COMMODITY
Bem físico, produzido tipicamente em agricultura, mineração ou processo industrial, normalmente sujeito a classificação de qualidade ou padronização, que é objeto de transações comerciais.

COMPLETAÇÃO DE POÇOS
Ao completar o poço para a produção, é preciso revesti-lo com tubos de aço. Coloca-se em torno dele uma camada de cimento, para impedir a penetração de fluidos indesejáveis e o desmoronamento de suas paredes. A operação seguinte é o canhoneio: um canhão especial desce pelo interior do revestimento e, acionado da superfície, provoca perfurações no aço e no cimento, abrindo furos nas zonas portadoras de óleo ou gás, permitindo o escoamento desses fluidos para o interior do poço. Outra tubulação, de menor diâmetro (coluna de produção), é introduzida no poço para conduzir os fluidos até a superfície. Instala-se na boca do poço um conjunto de válvulas conhecido como "árvore-de-natal", para controlar a produção.

CONDENSADO
Líquido do gás natural, obtido no processo de separação normal de campo, que é mantido na fase líquida nas condições normais de pressão e temperatura.

CONFERENCE CALL
Conferência telefônica com analistas, investidores institucionais e investidores individuais no período em que a Companhia reporta seus resultados financeiros do trimestre mais recente. A conferência deve incluir também informações relacionadas à visão de futuro da Empresa.

CONTEÚDO LOCAL DE BENS
 Porcentual que corresponde ao cociente entre:       - a diferença entre o valor total de comercialização de um bem (excluídos IPI e ICMS) e o valor de sua respectiva parcela importada e;       - seu valor total de comercialização (excluídos IPI e ICMS).

COQUE DE FCC
Produto que se deposita na superfície dos orgãos de catalisador, resultante da degradação do gasóleo nas Unidades de Craqueamento Catalítico. É queimado no processo de regeneração contínua do catalisador fornecendo energia para o aquecimento de carga e para a geração de vapor.

COQUE DE PETRÓLEO
Produto sólido, negro e brilhante obtido por craqueamento dos resíduos pesados (coqueamento). Queima sem deixar cinzas.

COQUEAMENTO RETARDADO
Forma mais severa de craqueamento térmico, transforma resíduo de vácuo em produtos mais leves, produzindo, adicionalmente, coque.

CORRELAÇÃO
Relação quantitativa entre duas variáveis que, embora sugerindo alguma conexão entre ambas, não garante a existência de uma dependência funcional.

COST INSURANCE AND FREIGHT (CIF)
Custo da mercadoria com seguro e frete. O exportador será o responsável pelo pagamento dos custos e fretes necessários para entregar as mercadorias ao porto de destino.

CRAQUEAMENTO CATALÍTICO
Processo de refino que converte óleos destilados pesados em frações leves de maior valor comercial, tais como gasolinas, gás liquefeito de petróleo (GLP) e naftas.

D

DERIVATIVO
Contrato ou título cujo valor está relacionado aos movimentos de preço de um título, instrumento ou índice subjacente. Pode ser utilizado como instrumento de hedge.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Aquele capaz de suprir as necessidades da geração atual sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações.

DESPACHAR
Funcionamento (entrada em operação) de uma usina termoelétrica (UTE), quando esta passa a gerar energia elétrica. “Despachar uma térmica” quer dizer colocá-la em operação para produzir energia elétrica. Atualmente, no Brasil, por termos uma “base” hidrelétrica, as térmicas só “despacham” em determinados momentos de picos de consumo (quando a geração hidrelétrica não é suficiente para atender à demanda), de baixa hidrologia (pouca chuva) ou sempre que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) determine, para estabilizar o sistema.

DOENÇA DO TRABALHO
Doença adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e que com ele se relaciona diretamente.

DOW JONES SUSTAINABILITY INDEX (DJSI)
Reflete o retorno de uma carteira teórica composta pelas ações de empresas listadas na Bolsa de Valores de Nova York com os melhores desempenhos em todas as dimensões que medem sustentabilidade empresarial. Considerado o mais importante índice de sustentabilidade no mundo, serve como parâmetro para análise dos investidores sócio e ambientalmente responsáveis.

DOWNSTREAM
Termo usado para definir, essencialmente, as atividades de refino do petróleo bruto, e também o tratamento do gás natural, o transporte e a comercialização/distribuição de derivados.

E

E&P
Exploração e produção de petróleo e gás natural.

E-COMMERCE
Este é um comércio caracterizado pela troca de bits, onde as transações são feitas no Cyberspace. O relacionamento é digital e, portanto, virtual. Os produtos ou serviços utilizam-se de uma mídia digital, a multimídia e os principais veículos deste comércio são: CD-ROM, quiosques, BBS e Internet. É também conhecido como comércio virtual ou comércio eletrônico.

E-PROCUREMENT
Processo eletrônico (via internet) de compra de materiais e aquisição de serviços.

EBITDA
Earnings before interest, taxes, depreciation & amortization expenses - Resultado antes de los intereses, impuestos, depreciación y gastos de amortización.

EBITDA (EARNINGS BEFORE INTEREST, TAXES, DEPRECIATION & AMORTIZATION EXPENSES)
Resultado antes de juros, impostos, depreciação e despesas de amortização.

ENGINEERING, PROCUREMENT AND CONSTRUCTION (EPC)
Planeja, compra e constrói.

ETANOL
Composto por dois átomos de carbono, cinco átomos de hidrogênio e uma hidroxila (C2H5OH), é obtido no Brasil pelo processo de fermentação do caldo de cana-de-açúcar. Utilizado como combustível nos motores de ciclo Otto, especificamente no setor de transporte rodoviário.

ETENO OU ETILENO
Produto petroquímico básico da família das olefinas leves (C2H4), produzido a partir da nafta ou etano

EXTREMIDADES DE DUTOS
Um duto é composto de uma extremidade e várias saídas.

F

FARM-IN
Processo de aquisição parcial ou total dos direitos de concessão detidos por outra empresa. Numa mesma negociação, a empresa que está adquirindo os direitos de concessão está em processo de farm-in e a empresa que está vendendo direitos de concessão está em processo de farm-out.

FOB (FREE ON BOARD)
Preço de venda da mercadoria, acrescido de todas as despesas do exportador até sua colocação no mercado.

FPSO (FLOATING, PRODUCTION, STORAGE & OFFLOADING)
Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência de petróleo, construída a partir de um navio.

FSO (FLOATING, STORAGE & OFFLOADING)
Unidade Flutuante de Armazenamento e Transferência de petróleo, construída a partir de um navio.

G

GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP)
Mistura de hidrocarbonetos com alta pressão de vapor, obtida do gás natural em unidades de processo especiais, que é mantida na fase líquida em condições especiais de armazenamento na superfície.

GÁS NATURAL
Todo hidrocarboneto ou mistura de hidrocarbonetos que permaneça em estado gasoso nas condições atmosféricas normais, extraído diretamente a partir de reservatórios petrolíferos ou gaseíferos, incluindo gases úmidos, secos, residuais e gases raros.

GÁS NATURAL ASSOCIADO
Gás natural produzido juntamente com o óleo. As jazidas de petróleo, geralmente são compostas de três fases: óleo, gás e água. No caso em questão, o gás é obtido após processo de separação física da fração líquida do petróleo. Há também o gás não associado, produzido a partir de jazidas puramente de gás. Nesse caso, não há necessidade de separação física durante sua produção. Em ambos os casos, porém, depois de produzido e/ou separado, o gás é processado antes de ser colocado à venda, de modo a atingir os padrões de qualidade exigidos.

GÁS NATURAL LIQUEFEITO (GNL)
Gás natural resfriado a temperaturas inferiores a 160 oC para fins de transferência e estocagem como líquido.

GASOLINA NATURAL
Líquido do gás natural cuja pressão de vapor é um meio termo entre a do condensado e a do gás liquefeito de petróleo, e que é obtido por um processo de compressão, destilação e absorção.

GERADORES
Máquinas elétricas que transformam a energia mecânica em energia elétrica.

GOVERNANÇA CORPORATIVA
Relação entre agentes econômicos (acionistas, executivos, conselheiros) com capacidade de influenciar/determinar a direção e a performance das corporações. A boa governança corporativa garante aos sócios equidade, transparência e responsabilidade pelos resultados.

GRAU API DO AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE (°API)
Forma de expressar a densidade relativa de um óleo ou derivado. A escala API, medida em graus, varia inversamente com a densidade relativa, isto é, quanto maior a densidade relativa, menor o grau API. O grau API é maior quando o petróleo é mais leve. Petróleos com grau API maior que 30 são considerados leves; entre 22o e 30o API, são médios; abaixo de 22o API, são pesados; com grau API igual ou inferior a 10o, são petróleos extrapesados. Quanto maior o grau API, maior o valor do petróleo no mercado. A densidade API trata-se de uma escala expressa em graus e dada por números inteiros. A escala é dada pela eqüação ºAPI = 141,5 / densidade a 60/60ºF - 131,5, onde a densidade a 60/60ºF representa um número que é obtido da relação entre a massa do produto e igual massa de água, ambas a 60ºF.

GRAU DE INVESTIMENTO
Nível de classificação de risco a partir do qual a empresa é considerada de baixo risco e, portanto, seus valores mobiliários podem ser adquiridos por investidores mais conservadores. Também se utiliza o termo Investment Grade.

H

HEDGE
Posição ou combinação de posições financeiras que contribuem para reduzir algum tipo de risco.

I

IBAMA
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

IBOVESPA (ÍNDICE BOVESPA)
Indicador de variação de preços de uma carteira teórica de ações definida periodicamente pela Bolsa de Valores de São Paulo.

IBRX (ÍNDICE BRASIL)
É um índice de preços que mede o retorno de uma carteira teórica composta por 100 ações selecionadas entre as mais negociadas na Bovespa, em termos de número de negócios e volume financeiro. Essas ações são ponderadas na carteira do índice pelo seu respectivo número de ações disponíveis à negociação no mercado.

IGC (ÍNDICE DE AÇÕES COM GOVERNANÇA CORPORATIVA DIFERENCIADA)
Calculado pela Bolsa de Valores de São Paulo, mede o desempenho de uma carteira teórica composta por ações de empresas que apresentem bons níveis de governança corporativa.

IGP-DI
(Índice Geral de Preços) - Conceito de Disponibilidade Interna, apurado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas. É um dos indicadores de variações de preços adotados na economia nacional.

ÍNDICE DE REPOSIÇÃO DE RESERVA (IRR)
Relação entre o volume de reservas incorporadas no ano e o volume total produzido no mesmo ano.

ÍNDICE DE SUCESSO EXPLORATÓRIO
Número de poços exploratórios com presença de óleo e/ou gás comerciais em relação ao número total de poços exploratórios perfurados e avaliados, no ano em curso.

INVESTMENT GRADE
Nível de classificação de risco a partir do qual a empresa é considerada de baixo risco, e portanto seus valores mobiliários podem ser adquiridos por investidores mais conservadores. Em português utiliza-se o termo Grau de Investimento.

ISO 14001
Norma internacional, elaborada e gerenciada pela International Organization for Standardization, que especifica os requisitos de sistemas de gestão ambiental, visando, inclusive, à certificação desses sistemas. 

J

JAZIDA
Acúmulo de petróleo, ou depósito mineral, já identificado por métodos de pesquisas diretas ou indiretas, mas ainda não dimensionado ou avaliado economicamente.

K

L

LEASING
A Petrobras fornece o gás para a térmica em troca da energia.

LINEAR ALQUILBENZENO
Utilizado na fabricação de detergentes biodegradáveis.

LÍQUIDO DE GÁS NATURAL (LGN)
Parte do gás natural que se encontra na fase líquida em determinada condição de pressão e temperatura na superfície, obtida nos processos de separação de campo, em unidades de processamento de gás natural ou em operações de transferência em gasodutos.

M

MARGEM BRUTA
Lucro Bruto ÷ Receita Líquida 

MARGEM EBITDA
Relação entre receita líquida e EBITDA.

MARGEM LÍQUIDA
Lucro Líquido ÷ Receita Líquida

MARGEM OPERACIONAL
Lucro Operacional ÷ Receita Líquida

MARKET SHARE
Fatia ou participação no mercado.

MARKETPLACE
Termo em inglês utilizado para definir a palavra mercado, do ponto de vista de marketing. Dentro do marketing digital, esta palavra é usada para diferenciar o mercado físico (marketplace) do virtual (marketspace).

MERCADO DE CARBONO
Sistema regulamentado de comércio, entre empresas ou outras instituições, de créditos correspondentes a reduções certificadas da emissão de gases de efeito estufa, visando facilitar o alcance de metas empresariais, regionais, nacionais ou globais de redução da emissão desses gases.

MERCADO SPOT
São mercados que realizam negócios à vista, sem contratos de longo prazo. 

METANOL
Também chamado álcool metílico, pode ser produzido a partir de coque de carvão, da nafta e do gás natural (metano). 

N

NAFTA
Derivado de petróleo utilizado principalmente como matéria-prima da indústria petroquímica na produção de eteno e propeno, além de outras frações líquidas, como benzeno, tolueno e xilenos.

NOVAS FRONTEIRAS
Áreas de bacias ou bacias ainda pouco exploradas.

O

OFFSHORE
Localizado ou operado no mar.

OHSAS 18001
Norma, elaborada e gerenciada pela BSI Management Systems, que especifica os requisitos de sistemas de gestão da saúde e segurança ocupacionais, visando, inclusive, à certificação desses sistemas.

ÓLEO
Porção do petróleo existente na fase líquida nas condições originais do reservatório e que permanece líquida nas condições de pressão e temperatura de superfície.

ÓLEO COMBUSTÍVEL
Frações mais pesadas da destilação atmosférica do petróleo. Largamente utilizado como combustível industrial em caldeiras, fornos, etc.

ONSHORE
Localizado ou operado em terra.

OPÇÃO
Tipo de derivativo que dá ao comprador o direito de comprar (call Option) ou vender (put option) um bem ou título por determinado preço (preço de exercício) em data futura.

OPEP
(Organização dos Países Exportadores de Petróleo) - Argélia, Indonésia, Irã, Iraque, Kuwait, Nigéria, Catar, Arábia Saudita, Emirados Árabes e Venezuela. 

OSRV
Navio de combate a derramamento de óleo dotado de especificações que permitem trabalhar na mancha de óleo, em atmosfera onde a evaporação do petróleo produz gás natural, por isso é dotado de sistemas elétricos blindados para evitar produção de faíscas.

OVERHEAD
Custos corporativos de administração e apoio. 

P

PANAMAX
É um tipo de navio com capacidade de transportar entre 55.000 e 70.000 toneladas de petróleo ou derivados e atende as restrições de passagem pelo Canal de Panamá.

PAYOUT
É a relação entre os dividendos distribuídos e o lucro líquido do exercício. O índice de payout mede a porcentagem do lucro líquido a ser distribuído aos acionistas de uma empresa.

PEM
Conjunto de atividades destinadas ao cumprimento das obrigações contratuais da fase de exploração, realizadas em uma área de concessão e no qual cada atividade é computada quantitativamente de acordo com a sua natureza e abrangência, que possui uma equivalência em unidades de trabalho (UT's) e que corresponde ao parâmetro de oferta vencedor da licitação da área.

PETRÓLEO
Todo e qualquer hidrocarboneto líquido em seu estado natural, a exemplo do óleo cru e condensado.

PETRÓLEO CRU (OU ÓLEO CRU)
Aquele que entra pela primeira vez numa planta de processo.

PETROQUÍMICO BÁSICO
Dividem-se em dois grupos: olefinas (eteno ou etileno, propano ou propileno, butenos) e aromáticos (benzenos, toluenos, xilenos). São produzidos a partir de diferentes matérias-primas por um processo conhecido como craqueamento.

POLIETILENO
Produto petroquímico utilizado na produção de tonéis, vasos, embalagens para filmes, plásticos para embrulhar roupas e materiais de pequeno peso.

POLÍMERO
Designação genérica para alguns produtos da segunda geração petroquímica, tais como plásticos, borrachas e fibras sintéticas.

POLIPROPILENO
Produto petroquímico com aplicações semelhantes às do polietileno de alta densidade: filmes, caixas para bebidas, embalagens, etc.

POWER PURCHASE AGREEMENT (PPA)
Contrato com prazo predefinido para compra e venda de energia.

PRÉ-SAL
O pré-sal é uma sequência de rochas sedimentares formadas há mais de 100 milhões de anos no espaço geográfico criado pela separação do antigo continente Gondwana. Mais especificamente, pela separação dos atuais continentes Americano e Africano, que começou há cerca de 150 milhões de anos. Entre os dois continentes formaram-se, inicialmente, grandes depressões, que deram origem a grandes lagos. Ali foram depositadas, ao longo de milhões de anos, as rochas geradoras de petróleo do pré-sal. Como todos os rios dos continentes que se separavam corriam para as regiões mais baixas, grandes volumes de matéria orgânica foram ali se depositando.À medida que os continentes se distanciavam, os materiais orgânicos então acumulados nesse novo espaço foram sendo cobertos pelas águas do Oceano Atlântico, que então se formava. Dava-se início, ali, à formação de uma camada de sal que atualmente chega até 2 mil metros de espessura. Essa camada de sal depositou-se sobre a matéria orgânica acumulada, retendo-a por milhões de anos, até que processos termoquímicos a transformasse em hidrocarbonetos (petróleo e gás natural).As descobertas no pré-sal estão entre as mais importantes em todo o mundo na última década. A província pré-sal é composta por grandes acumulações de óleo leve, de excelente qualidade e com alto valor comercial.

PREÇO DE REALIZAÇÃO
Segue a sistemática introduzida pela Portaria do Ministério de Minas e Energia/Ministério da Fazenda - 3/98, representando a receita unitária líquida da Petrobras com a venda no mercado interno dos derivados básicos produzido por suas refinarias e importados, cujos preços seguem uma fórmula paramétrica de forma, a mantê-los alinhados com os valores vigentes no mercado internacional.

PROGRAMA PRIORITÁRIO DE TERMELETRICIDADE (PPT)
Programa instituído pelo Governo Federal em 24 de fevereiro de 2000.

PROPENO OU PROPILENO
Petroquímico básico produzido a partir da nafta ou propano, que serve de matéria-prima para a produção de polipropileno.

PTAX
Taxa de câmbio oficial divulgada pelo Banco Central do Brasil.

Q

R

RATING
Classificação ou avaliação de risco.

REPETRO
Regime aduaneiro especial de exportação e importação de bens no Brasil, que tem como finalidade principal desonerar de tributos federais o fornecimento de bens destinados às atividades de pesquisa e de lavra das jazidas de petróleo e de gás natural.

RESERVA
Recursos descobertos de petróleo e/ou gás natural comercialmente recuperáveis a partir de determinada data.

RESERVA PROVADA
Reservas de petróleo e/ou gás natural que, com base na análise de dados geológicos e de engenharia, se estima recuperar comercialmente de reservatórios descobertos e avaliados, com elevado grau de certeza e cuja estimativa considere as condições econômicas vigentes, os métodos operacionais usualmente viáveis e os regulamentos instituídos pelas legislações petrolífera e tributária brasileiras.

RESÍDUO
Há dois tipos de resíduos: o atmosférico (RAT), que é a fração de petróleo procedente da unidade de destilação atmosférica cuja destilação oscila de 420 oC para cima; e os resíduos de desasfaltação (asfálticos), que são os refinados resultantes da extração das frações leves do resíduo de vácuo com solvente parafínico (propano ou butano).

RISER
Porção vertical de uma linha de escoamento para transporte do óleo/gás natural do poço até a plataforma.

ROA (RETORNO SOBRE O ATIVO TOTAL)
Mede a eficiência do emprego dos recursos da empresa, dividindo o lucro líquido do período pelo ativo total, no final do período.

ROAD SHOW
Apresentação ou evento para divulgação da empresa ou de seus produtos em outras praças.

ROCE (RETORNO SOBRE O CAPITAL EMPREGADO)
(lucro líquido - resultado financeiro (líquido de IR e CSSL) / empréstimos e financiamentos + patrimônio líquido - aplicações financeiras).

ROE (RETORNO SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO)
(lucro líquido / patrimônio líquido - lucro líquido do período).

S

SALE LEASEBACK
Venda de bem e arrendamento do mesmo bem, pelo vendedor, com opção de recompra.

SEC (SECURITIES AND EXCHANGE COMMISSION)
Órgão regulador e fiscalizador do mercado de capitais norte-americano, equivalente, no Brasil, à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

SEGUNDA GERAÇÃO PETROQUÍMICA
As empresas que formam um pólo petroquímico classificam-se em 3 segmentos. As indústrias de 2ª geração processam os petroquímicos básicos (eteno, propeno, benzeno etc.) para fabricar os produtos intermediários (plásticos, borrachas e fibras sintéticas).

SOLVENTE
Líquido volátil que tem o poder de dissolver outra substância sem alterar a composição química original, formando uma mistura uniforme.

SPE
Society of Petroleum Engineers.

STRESS TESTING
Técnica de avaliação da resposta de uma carteira de ativos ou obrigações a variações extremas de índices e cotações que influenciam essa carteira. O propósito do stress test é quantificar a perda de uma carteira caso uma situação adversa de mercado específica ocorra.

SUEZMAX
É um tipo de navio capaz de transportar cerca de um milhão de barris de petróleo (cerca de 130.000 a 150.000 toneladas), atendendo desta forma, as restrições de passagem pelo Canal de Suez. 

SWAP
Contrato de troca de fluxos de pagamentos entre duas partes. Tipo tradicional de swap de petróleo consiste em contrato no qual uma parte compra por determinado preço fixo e vende pela cotação futura flutuante.

T

TAUT LEG
Cabo tensionado utilizado para ancoragem de plataformas.

TLD
Teste de longa Duração.

U

UNIDADE DE COQUEAMENTO RETARDADO (UCR)
Forma mais severa de craqueamento térmico, transforma resíduo de vácuo em produtos mais leves, produzindo adicionalmente coque. 

UNIDADE DE CRAQUEAMENTO CATALÍTICO
Processo de refino que converte óleos destilados pesados em frações leves de maior valor comercial, tais como gasolinas, gás liquefeito do petróleo (GLP) e naftas.

UNIDADE DE DESTILAÇÃO ATMOSFÉRICA
Processo físico que separa os componentes de uma mistura líquida em função de seus pontos de ebulição. No processo de destilação, o petróleo in natura é fracionado por meio do aquecimento. As partes mais leves são separadas sob a forma de vapor, enquanto as frações mais pesadas continuam líquidas.

UNIDADE DE HIDROTRATAMENTO DE CORRENTES INSTÁVEIS
Produz diesel de baixo teor de enxofre a partir de correntes de destilação direta e da unidade de coqueamento retardado de petróleo. 

UPGN
Unidade de processamento de gás natural.

UPSTREAM
Atividades de exploração e produção.

US GAAP
Sigla que em inglês significa Generally Accepted Accounting Principles in the United States, representa os princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos.

USINA MERCHANT
Usina mercantis que, em geral, destinam sua energia para o mercado spot. Nesta modalidade de negócio, existem contratos de suprimento de gás natural com cláusulas que determinam a divisão dos ganhos e perdas acima do estabelecido previamente.

V

VALOR DE MERCADO
É o valor da companhia medido pelo preço das suas ações no mercado, segundo a fórmula: (Preço da ação x número de ações).

VALOR EM RISCO OU VALUE AT RISK (VaR)
Medida em valor monetário da perda máxima esperada, em condições normais de mercado, no valor de uma posição ou conjunto de posições financeiras, considerando um determinado grau de confiança e um horizonte de tempo.

VALOR PATRIMONIAL
É o valor do patrimônio líquido da companhia.

VOLATILIDADE
Medida estatística da tendência de variação de um preço ou taxa no tempo. Normalmente medida através da variância ou do desvio padrão, quanto maior a volatilidade da cotação mais extensa sua variação em torno de um valor médio.

VOLUME RECUPERÁVEL
Volume de petróleo, expresso nas condições básicas, que poderá ser obtido como resultado da produção de um reservatório, desde as condições iniciais até o seu abandono, por meio da melhor alternativa apontada pelos estudos técnico-econômicos realizados até a época da avaliação. Volume recuperável = volume original x fator de recuperação.

W

WTI (WEST TEXAS INTERMEDIATE WTI)
Petróleo com grau API entre 38 e 40 e aproximadamente 0,3% de enxofre, cuja cotação diária no mercado spot reflete o preço dos barris entregues em Cushing, Oklahoma, nos Estados Unidos.

Y

YIELD
Taxa percentual do retorno pago na forma de dividendos sobre ações ordinárias ou preferenciais.

X

Z

Última atualização em

Close