Petrobras - Relaciones con los Inversores

Petrobras

Relaciones con los Inversores

Acuerdo para exploración en el Mar de Portugal

Rio de Janeiro, 18 de maio de 2007 - PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS, [Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA, BCBA: APBR/APBRA], uma companhia brasileira de energia com atuação internacional, comunica que assinou hoje com as empresas portuguesas Galp Energia e Partex, em Lisboa, acordo para exploração e produção de petróleo em quatro blocos na Bacia de Lusitaniana, situada na costa portuguesa, ao norte de Lisboa. A Petrobras será a operadora, com 50% de participação, ficando a Galp Energia com 30% e a Partex com 20%. Será a primeira atividade de exploração e produção a ser desenvolvida na costa portuguesa. O acordo é resultado do memorando de entendimento assinado em agosto de 2006.

A participação da Petrobras nesse acordo é significativa porque inaugura uma nova fronteira exploratória para a Companhia e demonstra a expectativa de bons resultados em Portugal.

Os blocos, chamados Camarão, Amêijoa, Mexilhão e Ostra, estão situados nas profundidades de água entre 200 e 3.000 metros, em área total de 12 mil quilômetros quadrados. O consórcio formado pelas três empresas deverá se concentrar na prospecção de hidrocarbonetos em regiões de águas profundas.

O contrato prevê um período de oito anos para a exploração, envolvendo a aquisição sísmica e a perfuração de poços exploratórios. Na primeira etapa, os investimentos previstos são da ordem de US$ 20 a US$ 30 milhões. Os recursos poderão ser maiores, dependendo das avaliações técnicas no decorrer dos estudos.

As negociações entre Petrobras, Galp e Partex ocorreram em curto espaço de tempo devido ao grande interesse por parte das três empresas. Os primeiros contatos com o governo português aconteceram em março do ano passado. Galp e  Partex já atuam em parceria com a Petrobras em contratos de E&P no Brasil.

O acordo se enquadra na estratégia da Petrobras de ampliar internacionalmente sua atuação exploratória em águas profundas onde possui reconhecida capacidade tecnológica.

Ultima actualización en 

Close