Comunicados e Fatos Relevantes

Confira a íntegra dos nossos Comunicados e Fatos Relevantes divulgados ao mercado.

Esclarecimento sobre Notícias: Alienação de participação acionária na BR

11/04/2019
Rio de Janeiro, 11 de abril de 2019 – Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras informa que recebeu o Ofício nº 206/2019-SAE, que solicita o seguinte esclarecimento:
 
 Ofício nº 206/2019-SAE
 
“Prezados Senhores,
 
Em notícia veiculada pelo jornal O Estado de São Paulo, em 11/04/2019, sob o título “Petrobrás prepara operação para vender até 30% da BR Distribuidora”, consta, entre outras informações, que:
 
1.  A Petrobras avalia vender até 30% de sua participação na BR Distribuidora;
2. A petroleira está em conversas avançadas com bancos e investidores financeiros para se desfazer de sua fatia por meio de emissão de ações;
3. Com o negócio, a estatal reduziria sua participação dos atuais 70% para 40% da companhia;
4. A expectativa é levantar algo em torno de R$ 8 bilhões com a operação;
5. O anúncio da operação ao mercado pode ser feito nas próximas semanas com conclusão do negócio ainda neste semestre. 
 
Solicitamos esclarecimentos sobre o item assinalado, até às 9hs de 12/04/2019, com a sua confirmação ou não, bem como outras informações consideradas importantes."
 
 
Esclarecimento
 
 
Em resposta ao Ofício, a Petrobras esclarece que, no âmbito de sua gestão ativa de portfólio, iniciou estudos para a venda adicional de participação na sua controlada Petrobras Distribuidora S.A. (“BR”). 
 
Nesse sentido, estão sendo avaliados diversos modelos de alienação em conjunto com as instituições financeiras engajadas, inclusive a possibilidade de se efetuar uma oferta pública secundária de ações (follow-on). 
 
Contudo, ainda não há deliberação pelos órgãos internos da Companhia acerca da quantidade da participação a ser negociada, da estrutura ideal da transação ou mesmo acerca da sua efetiva realização, o que dependerá das condições de mercado e do seu reposicionamento estratégico no setor.
 
A realização de eventual transação depende da aprovação dos órgãos internos da Petrobras e da BR, bem como dos respectivos entes reguladores, supervisores e fiscalizadores, nos termos da legislação aplicável. 
 
Fatos julgados relevantes serão tempestivamente divulgados ao mercado.