Comunicados e Fatos Relevantes

Confira a íntegra dos nossos Comunicados e Fatos Relevantes divulgados ao mercado.

Alienação de 100% da participação acionária na Petrobras Oil & Gas B.V.: Divulgação da Oportunidade – Teaser

07/11/2017

Rio de Janeiro, 07 de novembro de 2017 – Petróleo Brasileiro S.A. – A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (“Teaser”) referente ao processo de alienação de 100% da sua participação na Petrobras Oil & Gas B.V. (“POGBV”), joint venture formada pela Petrobras (50%), BTG Pactual E&P B.V. (40%) e Helios Investment Partners (10%). O processo de venda está sendo liderado pela Petrobras.

A POGBV possui participação em dois blocos em águas profundas de classe mundial na Nigéria, onde se encontram os campos produtores de Akpo e Agbami, o campo de Egina, em fase de desenvolvimento e com o início da produção previsto para o final de 2018, além da descoberta de Preowei, que atualmente está sendo avaliada.

Os campos gigantes de Akpo e Egina são operados pela Total e o de Agbami é operado pela Chevron. A apropriação de reservas líquidas da POGBV totaliza aproximadamente 204 milhões de bbl e a produção atual é de 48 mil bbl/dia, com expectativa de atingir cerca de 75 mil bbl/dia até 2019.

O Teaser, que contém as principais informações sobre a oportunidade, bem como os critérios objetivos para a seleção de potenciais participantes no processo, está disponível no site da Petrobras: http://www.investidorpetrobras.com.br/pt/comunicados-e-fatos-relevantes.

Além do Teaser, as principais etapas subsequentes do projeto de desinvestimento da companhia serão divulgadas, conforme abaixo:

•    Início da fase não-vinculante (quando for o caso);
•    Início da fase vinculante;
•    Concessão de exclusividade para negociação (quando for o caso);
•    Aprovação da transação pela alta administração (Diretoria Executiva e Conselho de Administração) e assinatura dos contratos;
•    Fechamento da operação (closing).

A presente divulgação ao mercado está em consonância com a sistemática para desinvestimentos da Petrobras, que foi revisada e aprovada pela Diretoria Executiva da companhia e está alinhada às orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).